segunda-feira, 1 de outubro de 2007

1ª Parte - Os caminhos de Célia...

Célia era uma mulher que vivia numa cidadezinha do interior do Estado do Paraná, no Brazil, onde todos conhecem a vida uns dos outros, mesmo ainda nos dias de hoje. Ela levava uma vida simples de doméstica numa casa humilde onde cuidava do seu marido e dos seus 5 filhos, entre meninos e meninas.

Célia casou-se cedo, digamos que cedo até demais, por volta de 1962. Eram tempos em que as mulheres ainda eram vistas essencialmente no papel de esposas, mães e donas de casa. Por esse motivo, ela não trabalhava fora e pensava que sua vida ia ser de dona de casa, mãe e esposa até o fim de seus dias, como naquele tempo todas as mulheres pensavam ser.

A pequena casa onde a família de Célia morava era, na verdade, um anexo da serralharia em que, Raúl, seu marido trabalhava todos os dias. O ambiente sonoro em casa misturava os sons mais domésticos com a barulheira das máquinas que cortavam e torneavam a madeira.



Raúl era um homem trabalhador mas que, como muitos outros homens, gostava de realçar a sua virilidade com o consumo de bebida e as relações amorosas com outras mulheres. Assim, Raúl, tinha uma amante, cujo facto, naturalmente, era na altura do desconhecimento de Célia.

Um certo dia, Célia foi surpreendida por um acontecimento trágico que iria mudar para sempre o rumo da sua vida.

Raúl discutiu com o seu patrão e foi despedido do trabalho, devido a um qualquer mal entendido. Então, segundo contam, Raúl chegou em casa, arrumou todos os seus pertences e foi embora, para sempre, deixando para trás a sua mulher e os seus 5 filhos.

Célia ainda permaneceu algum tempo na casa da serralharia, mas todos a olhavam com olhos venenosos, achando que ela não tinha mais o direito de ali morar pelo facto do ex-marido já ali não trabalhar e ter sido vista como uma mulher separada.

Os dias foram passando, e agora, sem dinheiro, a fome foi batendo à sua porta com 5 crianças pequenas e ninguém a ajudar. Sem trabalho e ainda morando de favor na casa do ex-patrão do seu ex-marido, acabou por tomar uma decisão dramática.



Saíu de casa com os seus 5 filhos e na praça da igreja desta pequena cidade, começou a chamar a atenção de quem passava. Então, dizendo que não tinha dinheiro e comida, e que não conseguia criar os filhos, pedia, por favor, a quem quisesse, que os levasse um a um

A cena trágica foi comovendo toda a cidade. Ela continuava firme e insistia, dizendo: - Levem-nos! Pois não posso mais deixá-los passar fome!!! Então, apareceu uma pessoa interessada em ficar com uma das crianças. Conforme contam, dava dó de ver as crianças pequenas gritando e segurando na saia e nas pernas da mãe para não as levarem. Sem entenderem nada do que se estava passando, os irmãos agarravam-se uns aos outros para ficarem unidos e impedir que levassem algum.

Esta cena repetiu-se por várias horas na praça, até que uma senhora, mãe de 2 filhos, disse que ficaria com os cinco. Esta senhora, uma moça ainda jovem, disse à Célia, perante os olhos assustados das crianças: - Eu fico com os cinco e pode seguir a sua vida, Célia, e quando quiser ver seus filhos pode vir vê-los pois estarão bem cuidados por mim.

A surpresa de Célia foi ainda maior quando se apercebeu que esta senhora, era a D. Fátima, a esposa do ex-patrão de Raúl.

Assim, a D. Fátima, levou as crianças para casa e Célia seguiu o seu caminho, pensando que assim seria mais fácil para os seus filhos.

No caminho duro que seguia, e após alguns dias, Célia recebeu uma proposta para ser mulher de limpeza de um bordel da cidade.

Ao trabalhar, Célia percebe que as mulheres daquela casa estavam bem vestidas e sempre sorrindo, eram mulheres novas e bonitas e ganhavam muito dinheiro durante a noite.

Em certa altura, o Sr. José, um cafetão da cidade, homem ordinário e de mau carácter, pergunta se ela quer fazer parte do salão à noite, e ela aceita.



A Célia era uma mulher muito bonita, vistosa, de cabelos loiros cacheados, olhos azúis e seios fartos e firmes. Assim, rapidamente, se tornou o objecto da preferência de muitos clientes, entregando-se e perdendo-se cada vez mais. A pureza, a inocência da mulher e a esperança da mãe em um dia recuperar os seus filhos perderam-se ali.

O tempo foi passando e Célia, foi ficando cada vez mais popular na cidade, tendo começado a atender os seus clientes também durante o dia. Até que, em certa altura, para sua surpresa, confrontou-se com uma grávidez inesperada, mais uma vida, mais um ser dentro de si.

Célia continuou a prostituir-se durante os seus nove meses de gravidez, até mesmo no próprio dia do nascimento do seu filho, que foi assistido por uma parteira, que era a D. Fátima, ou seja, a mesma mulher que tinha adoptado os seus 5 filhos.

A pedido da Célia, a D. Fátima ficou com esse bebê que depois deu, para adopção, a um casal da região.

A Célia continuou a sua vida de prostituição durante muitos anos e das muitas vezes que ficou grávida, deu os seus filhos à D. Fátima que, por sua vez, os dava para serem adoptados. Mas os primeiros 5 filhos de Célia, a D. Fátima continuou a criar.

Um certo dia, a Célia apaixonou-se por um homem casado que frequentava a casa de prostituição. Porém, sem esperar novamente, Célia ficou grávida mais uma vez, e o seu amante rompeu com ela afirmando que apenas ficaria se ela abortasse a criança.

Célia entrou em desespero, e começou a tomar medicamentos para tentar abortar, mas como não conseguiu, foi abandonada por aquele homem.

Durante os nove meses da gravidez, a Célia tentou abortar por várias vezes, mas sem sucesso, olhando para a criança que trazia no ventre, que era o fruto do seu amor pelo outro homem, como a responsável pela perda do seu grande amante.



Quando chegou o dia em que essa criança tinha que nascer, Célia, determinada, mesmo com enormes dores de parto, saíu do seu prostibulo e foi até à sua antiga casa, que naquela altura já estava abandonada e caía aos pedaços.

Assim que tem a criança, Célia coloca-a dentro de uma caixa de papelão, e deixa-a lá assim mesmo, e vai-se embora, abandonando aquele pedaço de gente, deixando um pouco de si para trás. No fim do dia, Célia, ainda deitada, tentando ficar em recuperação, resolve procurar a D. Fátima para lhe contar o que aconteceu e depois volta para o prostíbulo.

A D. Fátima saiu correndo à procura do bebé, com a ajuda das suas crianças, pelo quintal sujo de mato da velha casa.

Finalmente, encontra a criança recém nascida, quase sem vida, ainda suja pelo sangue do parto e coberta de insectos e muitas formigas lava pés, que arrancavam pedacinhos do seu corpo indefeso.

Conforme contou a D. Fátima, as formigas lava pés arrancaram todas as unhas dos pés e das mãos dessa criança, que ficou toda cheia de queimaduras dos venenos deixados pelas formigas. Esta pobre criança ficou com queimaduras graves e o seu estado de saúde agravou-se muito.

A D. Fátima, que nessa época já era viúva, ficou desesperada sem saber o que fazer pois não tinha condições de cuidar de mais uma criança, que, por sinal, os médicos diziam que não iria sobreviver.

Esta criança que ficou com o seu estômago muito afectado de tanta fome que passou, não podia tomar leite e apenas chá. Durante 3 meses esta criança era apenas couro e osso e tinha de ficar deitada despida sobre folhas de bananeira.

Um dia, a Carmem, mulher casada havia dois anos, e que tinha já adoptado um outro filho da Célia chamado Samuel, achou por bem levar consigo esta criança e criar os dois irmãos juntos. Contudo, o destino quis que esta mulher ficasse grávida, e assim, passados 15 dias, ela devolve a criança à D. Fátima, por não ter condições para criar três filhos.

Porém, após três meses desta criança ter nascido, no dia em que a Carmem devolve a criança, a D. Fátima entrega-a a um outro casal.

Esta criança indesejada e abandonada pela sua própria mãe, viveu durante um ano inteiro em tratamentos intensos e, em permanente perigo de vida. Todavia, sob muitos cuidados, esta criança, encontrou uma chance de vida junto de uma nova família que quis adoptá-la e dar-lhe todo o amor que ela necessitava.

Esta criança que sobreviveu à dor das mordeduras das formigas e das picadas dos insectos, que sobreviveu aos remédios para abortar, que sobreviveu ao abandono mais ignóbil da sua própria mãe, e que nasceu num dia lindo de 1973, sou eu!!!

Sim, sou eu... vertendo lágrimas de extrema dor, ainda hoje, com 34 anos, sempre que me lembro deste abandono a que fomos votados, não pelo destino, mas pelas mãos de uma mulher fria, sem escrúpulos, que interrompeu as nossas vidas.

Assim começa a minha história...

Agarre as palavras e siga-me...

77 comentários:

Anónimo disse...

Rosinha,
Sua Alma me tocou
Sua forma de escrever e de sentir
por momentos fui uma e todas as personagens do seu " conto "...


vou seguindo suas palavras, con certeza..
tudo de bom para vc

Anónimo disse...

Querida Rosinha

Conheci você, e na hora eu soube que você era especial, agora eu começo a entender o motivo!

Você além de ser uma pessoa linda, é uma lutadora, uma guerreira, uma vencedora!

Seguirei as tuas proximas palavras, com a mesma emoção com que segui estas.

Beijos minha doce Rosinha

LL

Rosinha disse...

Caro amigo anónimo...

Fiquei muito feliz de saber que te envolveste na minha história, e acabou por alguns instantes sentindo-se um dos personagens...

Espero poder contar com sua presença mais vezes sim... E pode ter a certeza que irei continuar essa história, com muito mais emoção...

Tenho ainda eu muito para contar, esse é só o começo de uma longa história de vida!!!
Convido-te para juntos fazermos essa viajem!!!

Um abraço com carinho, dessa amiga
Rosinha!!!

PS: Não se esqueça: Agarra essas palavras e siga-me!!!

Rosinha disse...

Minha linda e querida amiga, LL!!!

É com um enorme prazer que recebo-te aqui nesse espaço, onde eu com o seu apoio, dos meus amigos e dos visitantes anónimos, continuarei essa minha longa história!!!!

Segurando em minha mão estarei bem segura e feliz de ter-te aqui, partilhando comigo os seus comentários!!!

Amiga, confesso que me emocionei muito com suas palavras de carinho para comigo, é mesmo muito satisfatório receber aqui o carinho seu e dos demais amigos!!!

mil beijos pra ti... com carinho de sua amiga
Rosinha!!!

Anónimo disse...

olá linda amiga...
como sabes, já conhecia esta parte da tua emocionante historia, de uma viagem que fizemos tambem ela emocionante...

és uma pessoa linda tanto por fora como por dentro, e lutadora como poucas pessoas vi...
se te tivesse de associar a um animal, seria a uma leoa sem duvida, pois alem de ser um animal belo e imponente, é uma lutadora por naturesa, e que luta até ao fim por tudo aquilo que quer.

fico á espera das tuas proximas palavras, para assim as poder seguir ;)

muitos beijos

do teu negão eheh

dark

Rosinha disse...

Ahhh.... Meu amado amigo Dark...

Sabia que vc não iria me deixar aqui sem seu belo comentário...
Amigo mais que querido, obrigada de coração pelo carinho que você descreveu sua amiguinha aqui!!!

Realmente me sinto uma leoa de certeza, pois tudo em minha vida tive lutando, lutei até mesmo para viver no ventre de uma mulher que me quis matar, eu lutei e venci a 1ª etapa da morte.... passei a lutar para a sobrevivência e isso me torna forte para continuar lutando!!!

Amigo suas palavras me emocionaram, e lembro-me sim, da nossa viajem mais uma amiga querida e meu querido X, eu a contar parte dessa história e mais algumas partes depois de muitos anos... e sei k vc ficou mt emocionado.

Amigo contarei sim com sua presença!!!
Mil beijos fofos pra você meu Negão amigo querido...
Negão TE ADORO AMIGO!!!!

Sua amiga Rosinha!!!!

PS: Negão junto comigo... Agarras essas palavras e siga-me!!!

ferreirapinto3@hotmail.com disse...

"Olhos Verdes"

Continua, Meu Bem ! Força !

Você tem "veia", acredita !

Um Abraço para teu Marido

Para ti, a "medida" de Sempre :

Um Beijão

Xicucuma

Rosinha disse...

Amigo, Xicucuma!!!

Que prazer!!!
A sua visita aqui me encheu de alegria... obrigada amigo pela força, você sabe que mora em meu coração e é um grande amigo no qual confio e gosto muito!!!

Seus abraços foram bem recebidos por nós!! E como sempre com todo carinho receba um forte abraço nosso também!

Meu amigo vou esperar você mais vezes aqui e sei que vc irá voltar e poderei contar sempre com vc aqui em mais um capítulo dessa minha história que está apenas começando!!!

PS: Saudades dos teus conselhos!!!

Mil beijos dessa sua amiga
Olhos verdes

Rosinha!!!!

Anónimo disse...

ahhh minha querida florzinha... força ,continua,estamos todos aki,teus amigos virtuais pra te amparar e caminhar contigo na exorcisação dessa passagem q te doi tanto! Desabafe...livre-se de uma vez por todas dessa historia ruim e renasça..mais linda,mais forte e mais querida ainda! beijos,da tua amiga Saytama / Brasil

Anónimo disse...

olá gatuxaaaa !!!
puxa estou sem palavras :(
pois vou ser breve , porque isto mexeu no meu coraçao :(.
por certo teremos um tempo mais pr falar melhor sobre tudo , como migos q somos e tentar dessa forma entender , o porque de acontecer estas coisas ...
que sao muito duras :(

gatuxa és uma pessoa linda amorosa inteligente forte e o de mais valor , verdadeira e amiga do teu amigo !
te adoro gatuxaaaaaaaa

CARLOS disse...

Ola fofa
Li e reli este inicio de conto e so tenho a dizer-te o seguinte: "Escreve mais rápido".
Es especial ate a escrever.
Um beijo grande

Carlos

Rosinha disse...

Carlos, estou inteiramente grata pela sua visita e seu comentário carinhoso!!!

"OBRIGADA"!!!!

Espera amigo, logo continuo a história... lol...lol...

Sabe Carlos, eu ao escrever, revivo cada momento, sofro e choro....

Mas descidi contar a todos essa história. E tenho muito pra contar é mesmo uma grande lição de vida, luta, sobrevivência, perdas sofrimento mas também reencontros e felicidades!!!!

E é com seu apoio e dos demais amigos e outros leitores anónimos, os amigo virtuais e os reais, que vou precisar nesse momento para então juntos continuarmos!!!

E sei que posso contar com você e com todos!!!
Mil beijos sua amiga
Rosinha!!!

PS: "CARLOS" Vem, continue comigo e: Agarra essas palavras e siga-me....

Rosinha disse...

Olá Gatuxuuu!!!!

Estou tão feliz com sua visita, e muito emocionada com suas palavras!!!

Obrigada por achar que eu sei ser amiga do amigo, como você sabe, sou amiga por que tenho muito amor pela vida e pelas pessoas que me rodeiam!!!

Você é um grande amigo, no qual gosto muito és muito querido e também especial!!!!
Guardo você no meu coração...

Agradeço a ti e a todos os amigos que aqui participaram e sei que vão continuar a me acompanhar nessa história, de muitas emoções!!!

E é claro que nas nossas conversas vamos poder falar mais sobre esse assunto!!!

Mil beijos para você com muito carinho dessa tua amiga
Rosinha!!!

PS: Gatuxuuu, vem comigo: Agarra essas palavras e siga-me!!!

Rosinha disse...

Amigaaaaa, Saytama!!!!

Minha amiga mais que querida, amada que felicidade.....
Amiga, muito obrigada por estar aqui, sua presença aqui é muito importante para mim...

Amiga, como você sabe eu adoro você e todos os amigos que aqui vieram aqui prestar amizade e carinho para comigo!!!

Vou te esperar aqui mais vezes amiga, pois logo vou continuar mais um capítulo dessa história, e sei que posso contar com você!!!!

Mil beijos sua amiga que te adora
Rosinha!!!

PS: Say, vem comigo amiga e: Agarra essas palavras e siga-me!!!

Anónimo disse...

MIA AMIGA LINDA EU SOU SEU AMIGO MIGUEL ( SURFEER1001), FIQUE EMOCIONADO VENDO SUA HISTORIA, VOCE E UNA DAS MIAS MELHORES AMIGAS, VOCE E UNA LUCHADORA E MERECE TUDO O MELHOR DO MONDO, ESPERO PODER FALAR CON VOCE PRONTO, PERO MESMO ASIM TENES TUDO MEU AJUDA PRA VOCE, BEIJOS AMIGA DESDE ESPANHA.

Rosinha disse...

Amigo Miguel...

Que bom ver-te aqui, fico feliz em poder contar com vc nessa minha história de vida!!!

Fique sabendo que sua visita aqui é para mim um apoio enorme, que bom poder também contar com você!!!

Seus beijos foram recebidos com todo o carinho e mando-te outro com a mesma intencidade para ti!!!

E eu sei que posso contar com sua amizade, e isso me deixa muitíssimo feliz.... e é mesmo uma honra ser uma de tuas melhores amigas...

mil beijos sua amiga
Rosinha!!!! Sempre.....

PS: Miguel.... Agarra essas palavras e siga-me!!!!

Colibri disse...

No meio do meu deserto eu encontrei uma rosa, abanando no vento rasteiro, meio machucada, mas nem por isso menos linda... Encontrei-te flôr dorida, mas ainda mostrando, em toda a sua simplicidade, a verdadeira beleza de uma flor, em ti encontrei o carinho e o amor oferecido por uma alma sofrida, mas nem por isso com menos capacidade de amar.

Por essa flor foi fácil de me apaixonar e nela ver a força de uma lutadora... Tu és a minha amazonas... Uma mulher de rara beleza tanto exterior como interior... Tal rocha fustigada pelo rigor das ondas do mar, que batem e rebatem, mas que se mantém imponente e segura. É assim que eu te vejo e que te admiro...

Como eu sei... e vejo o teu sofrimento nas suas várias dimensões... Mesmo não sendo perfeito, espero poder continuar a ajudar-te a percorreres o teu caminho... Dando-te a minha mão como se dá a uma criança... dando-te a minha mão como se dá à esperança... dando-te a minha mão como se dá ao que temos de mais precioso...

"Contudo há uma esperança..." :-)

Estamos todos aqui para te dar força... Ou será que ainda não entendeste? Que será mais preciso para continuares a escrever?

Eu sei... eu sei... mas a tua história é importante... Vai ajudar-te a limpar a tua alma e a encontrares o perdão... O sentimento do perdão é um dom que Deus nos dá... Usa-o... Prepara-te... e com serenidade... escreve... Eu aqui estarei para te ajudar... para te dar a mão... para te dar colo quando dele precisares... para enxugar as tuas lágrimas quando elas cairem no meu peito... para te sorrir quando precisares de um raio de luz...

Como diz um grande amigo... Não vamos interromper mais nada... Já chega de vidas interrompidas...

Termina aquilo que começaste...

Respira fundo... estamos aqui do teu lado... para te dar força e ânimo...

Com muito amor...
Colibri

ps: Repete comigo: Agarra as palavras e segue-me!!!

Rosinha disse...

Ahh!!! Xornix.....
Amado Colibri.....

Seu poema é lindo... suas palavras de incentivo também, tudo que escreveste mexeu comigo, Obrigada de coração!!!!

Meu amado e companheiro Colibri, eu sei que estarás do meu lado sempre que eu precisar. Essa minha história você já aconhece bem, mas como sabe mexe muito comigo, ainda tenho tanto para contar!!!!

É verdade eu pensei em parar por aqui e não escrever mais... só que um amigo me falou: "Minha Rosinha você não acha que já chega de interromper as coisas"???
E eu andei pensando melhor vou continuar a história sim, creio que irá me ajudar a limpar a alma.

Confesso que as lágrimas vem aos olhos cada vez que escrevo e relembro de tudo.... Mas confesso também que ao ler todos esses comentários fez-me chorar, fiquei tão feliz em ver nossos amigos cá a participar e me dar seu apoio que me deixou emocionada....

PS: Sim Colibri, vamos então: Agarrar essas palavras....

Colibri....
Em pensamento... me coloco entre seus braços e neste aconchego, me entrego à calmaria da Paz.... O meu coração torna suave o compasso da vida, e nesse suave abraçar, vislumbro o verdadeiro AMOR....

Descortino a tão sonhada felicidade no horizonte suavemente iluminando por novo amanhecer, me dando a certeza de que nosso amor transcende as barreiras!!!

Me coloco ao teu lado seguro em tua mão, acerto o compasso e seguimos lado a lado vislumbrando o Futuro que nos espera, para compartilhar de almas que se completam....
Tu e Eu!!!!

Mil beijos com muito amor, meu amado companheiro!!!!
Sua amada
Rosinha!!!! Sempre!!!!

Faminto disse...

Milagres Existem!!!
E vc, Doce Rosinha, é a prova viva disso!!! Quanta gente já teria desistido de lutar, mas vc mostrou que é uma vencedora desde o ventre de sua mãe, quando por tantas vezes venceu as tentativas de ser abortada... Ah, minha amiga, é preciso ser muito forte para superar tudo isso, mas isso você já mostrou que é!!!
Vou acompanhar sua história de perto!!!
Um gde abraço, minha amiga!!!
Faminto

Rosinha disse...

Amigo, Faminto!!!!!

Fã, que prazer ver-te aqui dando seu carinho e fazendo seu comentário...

Ahhh!!!! meu amigo, é verdade, nessa vida não entemos exatamente o que ela faz com a gente né??? Mas na realidade, ela nos fere, nos derruba e ela tb nos põe de pé!!!

Eu, pela infelicidade do destino, tive que passar por tantas coisas nessa vida para chegar até cá, e mesmo assim ainda tenho levado cada golpe do destino, por muitas vezes até de quem amo!!!

Mas não sei se sou forte amigo! À coisas que ainda vêm me acontecendo e eu não sei por onde gerir situações, só que estou tentando viver e levar a vida e aceitá-la como ela é.... E para mim ela tem sido assim, boa e as vezes má!!!!

Mas o melhor é que estou aqui, viva, amada, odiada, as vezes triste, as vezes alegre, mãe, amiga, filha dedicada, uma família linda que Deus me deu, enfim estou cá..... entre amigos queridos...
Ainda tenho muito para realizar, e muito para lutar....

Amigo sempre estou sorrindo por fora e chorando por dentro!!!
Deus é na verdade o meu maior companheiro!!!

Fã, obrigada mesmo pela sua visita e por eu poder contar com você!!!

Beijos mil a ti grande amigo!!!
sua amiga
Rosinha!!! Sempre!!!

Faminto agarra essas palavras e siga-me!!!

Anónimo disse...

Minha querida...
Por tanto tempo sonhei e procurei alguem que tocasse minha alma,
assim como você o fez.
Mais ainda sim, no mais intenso dos meus sonhos, jamais poderia visualizar algo tão belo e de tamanha magnitude como teu olhar.
Que trouxe luz e vida, onde antes só havia trevas e agonia.
Porem tolo, inebriado com tua presença, não percebi que faltava algo para torna-la feliz também.
Então mais uma vez, senti aquela horrível sensação de vazio.
Percebi que ja era seu, mais que você não seria minha.
Uma agonia que me consome mais uma vez,
não por esperar pelo dia que você ira chegar, mais sim,
pelo dia em que você ira partir...

Luis Urreta disse...

Começar uma vida assim explica as rações de fortaleça de seu coração, explica uma grandeza de sua alma y também nos procura uma imagem de esperança pra os homens quando, todavia queremos um pedaço de humanidade em este mundo, você e uma grande sobrevivente y Deus precisa sua vida por uma ração ademais nunca se foi de seu lado sempre esta com você, agora mesmo ali em seu coração esta buscando a forma de sanar as lagrimas de dor que você carga, mais importante e lembrar às palavras que você escreve no mais no menos as mesmas palavras –cito a você- “NASCEU NUM DIA LINDO” Agora e um dia glorioso pra as pessoas que precisamos de sua vida y carinho, que precisamos a luz de sua amizade, as pessoas que precisamos um novo amanhecer a seu lado.

Eu que conto com sua amizade, que você me honra com seu carinho
preciso que em sua vida as esperanças caminhem de mãos com você, preciso a saudade apagar em nossas vidas e também com estas palavras deixo meu coração com você “Obrigado muito obrigado por ser parte de minha vida...”

Luis Urreta

Anónimo disse...

Querida Amiga Rosinha...

Desculpa a demora do meu comentário...
Achou que eu não fosse mais aparecer né?
Espero que compreenda minha situação... e saiba que nunca deixaria de te seguir...
Essa parte da história ainda não conhecia... pois não tivemos oportunidade e nem tempo de conversarmos mais...
Estou aqui para deixar meus mais sinceros sentimentos por tudo que já passou... pois sei que esse é só o começo da sua triste história...
E como nosso doce colibri falou... Não desista!!! Continue sim a sua história!!!
Com certeza ela irá ajudar-lhe a limpar a tua alma e a encontrar o perdão...
E tb estarei aqui para te dar a mão... e um ombro amigo qdo precisar...
Não se preocupe com minha ausência... pois estarei sempre presente mesmo que anônimamente lendo suas palavras sem que vc saiba...
Posso não estar demonstrando mais como antigamente...
Mas saibam que adoro vcs do fundo do meu coração!!!
Ficarei aguardando sua próxima postagem, ok?

Um bjo carinhoso pra vc... TE ADORO!!!!

Adriana.
(QueroApenasTeVer) ;)

Anónimo disse...

Minha querida e doce Rosinha,

É precisa muita coragem e valor para escrever uma história desta natureza...a história da tua vida, que começou de um modo tão difícil e quase trágico...mas felizmente temos o prazer enorme de ter como amiga para sempre...a nossa super amiga Rosinha...o que significa que também vamos ler coisas muito belas, pois donzela tão bela, terá também histórias e vivências maravilhosas para contar...É SEMPRE UM PRAZER LER O QUE ESCREVES...és sempre tão sincera e doce...:)...adoro!

Foi uma decisão tua partilhares connosco a tua história...se isso te faz bem, embora te lembre também momentos difíceis...cá estamos nós para te ler com o maior carinho do mundo como amigos. Sabes que te estimo muito, és uma rapariga muio amiga, carinhosa, doce, simpática e super atenciosa com todos...adoro tudo isso e muito mais em ti...

Amiga...força...e estamos cá para fazer também parte da tua história...da tua vida...
Amigos para sempre! Beijão...
O aventureiro...Bond...

Rosinha disse...

Amigo mais que querido, Bond!!!

Como conhece parte da minha história e sabe muito bem que vem muito mais ainda para contar, sabe também que essa sua amiga aqui sofre ao escrever cada palavra aqui publicada para todos vocês amigos e outros leitores!!!

Fico feliz de gostar do que escrevo, ainda mais vindo um elógio de uma pessoa tão especial como você!!!

Amigo que bom poder contar com sua amizade, carinho e mais ainda sei que suas mãos estaram sempre estendidas para me ajudar, dar-me forças e ao longo dessa caminhada terei seu apoio como sempre tenho quando preciso!!!

BOND, DE CORAÇÃO OBRIGADO POR SER MEU AMIGO!!!

Amigos para sempre com certeza absoluta é o que nós sempre seremos, e mais ainda tenho cá amigos que me tem apoiado e sentiram junto comigo essa história e as dores que ela me causam até hoje!!!

A ti e a todos os amigos que aqui vieram, meu MUITO OBRIGADA!!!!

Mil beijos a ti
com carinho
Iana....

PS: Amigo Bond: Agarra essas palavras e sigá-me!!!!

Rosinha disse...

Ah!!!! Amiga Adriana!!!

Que bom poder sentir seu carinho aqui junto dos amigos que por aqui têm passado e deixado seus sinceros comentários de apoio a essa amiga de todos vocês!!!!

Sim vou continuar essa triste faze da minha vida e dividir com vocês tudo que passei eu e meus irmãos!!!!

Bem você já sabe de muita coisa, e mais ainda tivemos momentos que pelo pc, nas nossas conversas você chorou ao ler tudo aqui que escrevi, lembras???
Na parte onde também perco os meus filhos, e apartir daí trago a dor na alma!!!!

Amiga vi que demorou aparecer, mas sei que iria aparecer sem dúvida nenhuma, jamais você me abandona e nem nega a mim e ao L, o seu carinho e amizade!!!

Como vê essa história ainda é apenas o começo e vou publicar mais um capítulo e vamos ver como cada um vai reagir a mais um episódio....

Amiga linda espero ver-te mais vezes aqui, vem chorar comigo e me ajudar a limpar essa dor que tanto me pesa....
Mil beijos carinhosos a ti ( QueroApenasTeVer)

Iana....

PS: Adriana: Agarra essas palavras e siga-me....

Rosinha disse...

Caro amigo.... Luís Urreta!!!

É com um enorme prazer recebê-lo aqui nessa minha humilde história!!!
Que bom que também posso contar com você nessa caminhada rumo a limpeza de minha alma!!!

Você é um dos presentes que recebi nesses últimos anos e é uma jóia preciosa para mim e você sabe bem disso!!!!

Que poder contar com seu apoio, carinho e amizade, nesse momento, onde divido com todos vocês amigos e leitores minha dor!!!!

Luís Urreta, meu caro maestro também quero agradecer a canção que fez em meu nome, está linda!!!

Todos os dias agradeço a DEUS pelos amigos que ele me colaca a cada dia em meu maravilhoso caminho, pois só assim eu sei como sou amada por todos o AMOR que minha Mãe biológica NÃO me DEU, VOCÊS AMIGOS e FAMILÍARES dão-me...

OBRIGADA POR ESSE AMOR TÃO CARINHOSO DE TODOS!!!!!

sOU FELIZ POR QUE TENHO AMIGOS!!!!

Beijos enormes para você com muito carinho e amizade...

Iana...

Ps: Luís caro amigo: Agarra essas palavras e siga-me....

Rosinha disse...

Como vai amigo, "D"

É pena você ter encontrado em mim a esperança de poder amar de novo!!!
Infelizmente não sou eu a pessoa certa para ti....

Confesso que você é um doce de pessoa e que também sabe que eu o adoro e adimiro muito o seu carácter e sentimentos..

Desejo do fundo do meu coração que você encontre sua alma gêmea e seja então muito feliz, você sabe que pode sempre contar com meu carinho e amizade!!!

Agradeço por você ter aparecido aqui em vidas-interrompidas para deixar" " seu carinho para comigo.

Saiba que hà sempre uma Luz para dar sentido a tudo em nossa vida... Por isso olhe bem em tua volta e veras a grande Luz que está bem diante de seus olhos e seja Feliz!!!!!

Beijos amigos para ti caro amigo, D.
Iana....

Ps: Amigo queres? Agarrar essas palavras e me seguir????

Docinha disse...

Querida Rosinha,
Tocaste-me profundamente com as palavras aqui deixadas entre tantas lagrimas e tanta dor. Chorei ao ler essa primeira parte do teu novo blog. E preciso muita coragem para publicar essa historia triste mas, estou certa que tambem muito feliz. Conheci-te recentemente e pude comprovar que realmente es uma mulher maravilhosa, alegre, excelente companhia. Meiga e talvez um pouco fragil mas ao mesmo tempo uma leoa cheia de garra e determinaçao em vencer e ser feliz. Força Rosinha, vou, sem duvida, agarrar essas palavras escritas de forma tao apaixonante e seguir a tua historia que queres partilhar com teus amigos. Um beijao enorme para tie teu fofo.
Docinha

Rosinha disse...

Amiga querida Docinha!!!

Mesmo tão longe não esqueceu dessa tua amiga aqui né?
Que bom poder contar com sua força e apoio juntamente com as dos meus amigos e leitores que aqui se encontram....

Nesta minha vida, linda amiga, encontrei desde do ventre a dor, a tristeza, o vázio, a angústia, a solidão, o abandono, a mágoa, enfim de tudo encontrei desde o ventre desta mulher que pelas mãos do destino quis separar cada um de meus irmãos e eu....

Também aqui vou contar como foi a minha infância e as dos meus irmãos, como cada um de nós carregamos tamanha DOR do passado, nada e nem ninguém consegue apagar mágoas como essas, é mesmo dor de abandono nunca ninguém esquece e nem consegue apagar!!!!

Obrigada por achar em mim estas qualidades todas que você escreveu aqui, sinto-me honrada pela benção que Deus me deu em ter encontrado em minha vida pessoas como você e todos os meus queridos amigos que me rodeiam e me amam de coração... eu sei!!!

EU TAMBÉM AMO TODOS VOCÊS!!!

Amiga, essa história na verdade, mexe com os sentimentos mais profundos de nossa alma. Só quem não tem mesmo sentimentos que não sente um arrepio e não deixa por um minuto uma lágrima cair, ou então se comover com tamanha dor!!!
Mais uma vez obrigada por aqui se fazer presente nessa minha humilde história de vida!!!

beijos mil dessa tua amiga
Iana...

PS: Docinha: Agarra essas palavras e siga-me!!!!

Anónimo disse...

Querida Rosinha

Desculpa só comentar agora,
mas nao tenho tido cabeça...

Que posso eu dizer..
Mais uma triste historia como muitas no mundo,mas como em toda a historia triste tem sempre algo lindo..."A força de Célia"
"A tua força de viver"
"O bom coraçao de Dº Fatima"
"ABENÇOADA DºFÁTIMA"

Rosinha e só um aparte...Eu nao considero "Célia,mulher fria e sem escrupúlos,mas sim uma mulher em tal desespero,ao ver que nao podia dar felicidade e muito menos alimentar os filhos,os entregou a quem o consegui-se fazer!!!
"ABENÇOADA Dº FÁTIMA"
O abandono de Raul é que tem muito que se lhe diga...

Amiga um beijão enorme nesse lindo
coração,e espero q encontre seus irmãos...

Segurei tuas palavras sim...

Ps:Espero um dia conhecer-te pessoalmente!!!

BEIJOSSSSSSS

Pprimo2

Anónimo disse...

Querida ROSINHA teu relato de tal vida comoveu-me imenso...por vezes pensamos que temos a pior vida do mundo...mas afinal se olharmos em nosso redor existe alguem bem pior do que nós.Eu tb nao tive uma infancia "feliz" mas olhando para este teu relato de "vidas interrompidas"sinto me felizarda e olho atraz e penso afinal nao tive uma "infancia" tao macabra como pensava.Amiga que dizer simplesmente que tds essas experiencias nos fazem fortes e nos da uma força enorme de LUTAR,AMAR e VENCER...e tu es uma grande vencedora por isso te admiro tanto...
ROSINHA...segue em frente sempre com esse coraçao lindo que tens...ELE...la de cima nao te abandonou e jamais te abandonará.


Seguindo sempre tuas palavras...
(adoro ler te)

beijos desta tua amiga recente (mas espero k para sempre)anjos692

Anónimo disse...

Ai minha nossa k ate tou todo arrepido linda. de verdade k ate os meus olhos encheram de lagrimas,
na verdade nem sei o k escrever, o melhor mm e pensar no k li em silencio!!
Tocou-me mm profundamente.
Continua,pois o mundo precisa de pessoas como tu.
Slancelott

Rosinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosinha disse...

Rosinha disse...
SLANCELOTT!!!!

Amigo, meu..... querido!!!!

"OBRIGADA" pelo seu carinho e apoio, está juntamente com nossos amigos segurando em minha mão e dando-me à força que necessito de coração "OBRIGADA MESMO"!!!!

É eu sei que as lágrimas vem aos olhos... mesmo nós fazendo força para não chorar, as lágrimas não deixam de aparecer para nos mostrar o quanto somos sensíveis a tanto sofrimento, principalmente de crianças, vidas pela qual sofreram muito e até hoje a marca do tempo deixaram-lhes sequelas muito grandes, tenha certeza disso!!!

Amigo espero bem que o mundo venha ter conhecimento dessa minha longa e forte história de vida, e espero poder ajudar muita gente com esse minha experiência de vida e mais ainda a força e a vontade de viver que me deixaram até hoje de pé para lutar e enfrentar todos os obstáculos da minha vida!!!!

Beijos mil... e vou esperar você pra mais um cápitulo você possa aqui participar!!!
Você é um amigo muito especial, acredite!!!!

Com muito carinho
sua amiga Iana....

PS: Amigo SLANCELOTT: Agarra essas palavras e siga-me!!!!

Rosinha disse...

ANJOSSSSSSSSSSSS!!!!

Miga mais que queridaaaaaaaaa!!!!!
Muito obrigada.. mais muito obrigada mesmo, pela sua doce visita em meu novo blog e mais ainda em minha história real!!! Seja bem vinda!!!!

Anjos, amiga todos nós temos nossa história, e como eu costumo dizer todos nós temos o nosso espinho na carne!!!! Eu tenho o meu, você tem o seu e todos sucessivamente....

Amiga, minha história é um relato doloroso, são recordações que nem o tempo é capaz de apagar!!!
Mas eu vou levando minha vida e meus irmãos também embora eu não conheço todos infelizmente, mas essa parte eu vou contar mas a frente da minha história!!!!

Olha amiga, meu objetivo agora é todos saberem dessa história e publicar meu 1ª livro de vidas-interrompidas.
E sei que posso contar com o apoio de todos vocês!!!

Sempre quando eu leio ou escrevo fico muito mal, pois ainda virá coisas boas mais vem muito sofrimento por aí... pode esperar que vem muito mais que isso!!!

Amiga, eu estarei sempre aqui para então sermos amigas sim, sempre serei sua amiga minha linda!!!
Também gosto muito de ti, e saiba que; "O mais importante na vida de uma pessoa não é o dia que ela conhece alguém e sim quando esse alguém passa a existir dentro de nós"!!!!

Sim amiga, "DEUS" nunca me abandonou e sinto que jamais irá me abandonar pois ele é o AMOR SUPREMO e nós acolhe sempre em seus braços, e eu uma criança naquele dia não morri por que ele não quis me salvou e me livrou de todo aquele mal que me fez a Célia!!!

Deu-me um lar e uma família para amar e ser amada!!!
E foram "DEUS" e essa minha "FAMÌLIA" que me deram forças de vencer e chegar até aqui e dizer estou viva, lutei para estar aqui!!!
Esse espaço não foi a Célia que me deu e sim eu quem conquistei!!!Pois ele estava lá de cima do meu lado!!!!

Muitos beijos a ti carinhosamente
Iana.... amiga hoje e sempre

PS: Anjos: Agarra essas palavras e siga-ma

Rosinha disse...

Pprimo!!!!

Amigo meu, lindo e queridoooo!!!
Olha eu tenho coisas que concordo e coisas que discordo migo kido!!!

E agora vou te explicar por que!!!
1ª eu desculpo sua demora pois sabia que você depois viria deixar algo aqui pra mim de certeza:)

Bem não concordo que a Célia tenha sido tão forte assim, pelo contrário ela foi muito fria, no começo quando foi abandonada pelo Raul, ela foi muito forte mesmo em descidir dar os 5 filhos em praça livre, reconheço também que ela ali naquele momento não tinha como sustentá-los... mas "Deus" colocou no caminho dos meus irmãos dona Fatima, essa sim foi guerreira e grande mulher pois adoptou todos sem olhar pra mais nada, os criou e todos sairam casados de sua casa e ela até hoje ela os trata de meus filhos!!!
Essa sim é forte e guerreira msm viúva não deu nem um...

Célia, passou a ser fria depois que deixou de ser um mulher sofrida para ser uma prostituta, não sou contra as prostituta, mas a Célia foi engravidando e dando seus filhos um a um, sem dó e sem piedade também vez o que fez comigo ao nascer, me deixando no meio das formigas sendo mutilada viva, acha amigo que ela é forte ou fria????

O Raul sim foi muito frio ao deixar ainda mais naquele tempo, 5 filhos para trás e não mais se importar com eles!!! ele tb foi sem escrúpulos.

Eu, como sabe, sobrevivi e graças ao carinho e ao amor de quem me deu um lar e me ensinou a viver de forma serena e afetuosa....
Encinaram-me a ver com amor as coisas más da vida e saber sempre perdoar...
Perdão a Célia tem.... Mas paz, carinho... afecto.... presença e meu amor e dos meus irmãos isso ela nunca terá, pode ter certeza disso!!!

Não a condeno, mas também não à defendo, ela fez tudo consciente!!! ACREDITE QUEM É FORTE NÃO SE JOGA E NEM ABANDONA UM FILHO A MORTE AO DISPREZO AOS INCENTOS.... ISSO NÃO É DE SE ADIMIRAR PELA FORÇA DELA E SIM DE SE REVOLTAR COM TAMANHA CRUELDADE!!!

Amigo sim também desejo encontrar a todos os meus irmãos e abraça-los um a um.... continue me visitando e me dando essa força e sua amizade, "Pois amigos verdadeiros são aqueles k no meio do caminho kando estamos feridos... volta atrás e nos socorre e nos carrega no colo.... e ajudá-nos a enchugar as lágrimas e sicatrizes do passado"!!!!


Amigo me perdõe se fui muito dura em seu comentário mas eu tenho k ser sincera e dizer o k sinto!:(
Não fique triste comigo não tá?:(
:) :) :):):) mil beijos a ti querido amigo PPrimo....

Carinhosamente
Sua amiga
Iana....

PS: PPrimo: Agarra essas palavras e siga-me!!!!

Vity disse...

Minha querida amiga,

O meu comentário só chega agora, mas não por acaso, quis faze-lo apenas depois de ler os comentários dos teus amigos, e perceber a reacção deles à tua história de vida.

Afinal fui umas das pessoas que te incentivou a escrever sobre a tua vida, e, a fazer deste blog um “ensaio” para um futuro livro.

No que se refere à escrita e ao que nela transmites, já te dei a minha opinião, em privado, e, também já tivemos oportunidade de falar sobre o assunto, embora que pouco, mas enfim sabes bem o que penso.

Em relação aos objectivos pretendidos, penso que em parte estão alcançados, ou seja, conseguiste despertar a atenção e principalmente conseguiste despertar emoção nas pessoas que te leram.

É verdade que os comentários são de pessoas amigas (reais ou virtuais), que conhecem um pouco de ti e da tua forma de ser e estar na vida.
Daí que ao ler a história visualizam o teu rosto, a tua pessoa, e tudo se torna mais real, mais emotivo.

Precisas de ter leitores neutros, pessoas que não conheçam a simpatia e a delicadeza da rosinha, nem tão pouco a sua força e coragem.
Esses serão o “ponteiro” deste “ensaio”, serão eles a voz do leitor anónimo.
Claro que, os comentários dos amigos são-nos mais queridos, são-nos mais importantes do ponto de vista de apoio e carinho, e, disso tu precisas muito, mas precisas também de “avaliar” que emoções despertas em quem não te conhece.

Quanto à “história” em si, é de facto triste, sofrida e marcante.
Deixa-nos a “pairar” entre a pena e dó, e, a raiva e ódio.
Mas também nos transmite amor e compaixão.

Pouco existe de bom, mas o que existe é muito bom mesmo, como a atitude da D. Fátima.
Uma mulher com um coração impar, de louvar.
A parte má, também é muito má, como a atitude de Raul que deixa a mulher e os filhos sem se preocupar se têm ou não o que comer.
A atitude de Célia que “oferece” os seus filhos, não é de louvar, claro que não.
Mas podemos condenar uma mulher que se vê na rua sem ter comer para dar aos seus filhos?
Que fazer? Vê-los morrer à fome ou entregá-los a alguém que possa cuidá-los, alimentá-los e protegê-los do frio e dos perigos da rua?
Não sou mãe, mas possivelmente, numa situação idêntica faria o mesmo.

Já o mesmo não posso dizer em relação ao acto criminoso que cometeu contra a sua filhinha recém-nascida fruto de um amor unilateral e impossível: TU
Foi um acto cruel, mas ao que parece (pelo que escreves) houve uma intenção de arrependimento, no momento em que ela procura, ainda debilitada, pela D. Fátima para lhe contar o que fez.
Procurou a D. Fátima porque sabia que ela era uma boa mulher e que iria em auxílio daquela criança que ela abandonara à morte.
Este arrependimento não anula o acto cruel praticado nem apaga as marcas deixadas no corpo e principalmente na alma dessa criança, mas mostra que afinal a Célia não era um “monstro”.

Desculpa amiga, talvez eu tenha a mania de ver sempre um lado bom nas coisas, mas acho que as vezes “carregamos” fardos que um dia descobrimos nunca terem sido assim tão pesados como queríamos acreditar.

Defensora do diálogo como sou, sugeria-te uma conversa, um confronto com esta mulher que te deu à luz, para ouvires dela, não apenas a “história”, os factos reais, mas sim, para escutares as suas emoções, as suas magoas, as suas dores, e, talvez pudesses compreender e quiçá perdoar.

Quem sabe a partir desse momento, olhasses a vida com outra cor, outra alegria.

Para terminar, e, porque o comentário já vai longo, quero dizer-te para continuares a escrever, não parar.
Já deste o primeiro passo, agora é segui-los, um a um…..

Bem sei, ou posso imaginar, o quanto é difícil remexer no baú das recordações, quando estas são duras e cruéis, mas tomaste a decisão de o fazer, isso é o mais difícil.
Agora só tens de dar continuidade.

Quero seguir-te …. Mas para isso preciso agarrar as tuas palavras….

Beijo no coração
Vity

Anónimo disse...

O passado não se apaga, o presente apenas se vive, e o futuro muito depende de nós. Quem sou eu para julgar este ou aquela, eu não sou ninguém, sou alguém que não escolheu nascer, mas que por algum motivo cá está. Por isso agradeço cada pedacinho de ar que respiro. Jamais julgarei, criticarei ou comentarei as Célias, os Rauls ou quaisquer outros. Não é com certeza esta minha postura, fruto da experiência da vida pois sou um miudo, mas é sim fruto da maturidade adquirida apenas por algo que me parece ser importante neste mundo: OUVIR.

Se abdicarmos de nós por momentos, se encarnarmos quem nos fala, se não julgarmos, não aconselharmos, não crIticarmos, não sugerirmos, aí estaremos em plena AUDIÇÃO, aí estaremos sendo útil a com quem connosco partilha e ao próximo pois ganharemos maturidade para saber ouvir.

Há momentos na vida que são inexplicáveis. Quantos de nós não vivemos já momentos de desespero, de loucura, de auto flagêlo psicológico e até físico, de falta de auto-estima, de perdição. Não perdição por algo que queiramos, mas perdição de tudo aquilo que somos, e viramos o nada que seremos quando às cinzas retornarmos o pó que somos. Há alturas na vida em que não há saída, não há solução, não há futuro, não há NADA, simplesmente porque embora respirando, já morremos, e aí.... aí faremos qualquer coisa.... ah horas do diabo... quem nunca pecou que atire a primeira pedra, se bem que, as primeiras pedras sempre saiem de piores prevaricadores.

Não podemos viver amarrados a um passado, acorrentados em ódio. Lamento, mas preciso repetir. NÃO PODEMOS FICAR AMARRADOS A UM PASSADO, ACORRENTADOS EM ÓDIO.

O que sim talvez possamos fazer, é relatar, alertar, extroverter, aprender e ensinar. A partir daí, não repetir, não-mal tratar, nem sequer o vizinho com a falta do nosso sorriso. É uma imensa responsabilidade para cada um de nós seres vivos, humanos, racionais, relatar, alertar, extroverter, aprender, ensinar, não repetir e não mal-tratar.

Segue passo a passo, doce flor de perfume estonteante, emanado por olhos de doçura e lábios de mel, e terás no caminho e não na meta uma vitória diária, que te permitirá sorrir.

Conta comigo, beijos...não... agora tem que ser, não beijos cavalheiros, mas um abraço amigo.

Anónimo disse...

Docerosinha!!!

Ola amiga e Doce,Rosinha!!!
Beijos...

Antes demais obrigado pela sua compreensão ;)

Eu entendo muito bem voce,e seu coraçao magoado...(Concerteza se eu estivesse em seu lugar pensaria de igual forma)...
Mas nao estando penso que vejo as coisas de maneira diferente,sem ódios,sem mágoas,sem esse seu sentimento de abandono...

Mas tenho quase a certeza que o coraçao de Célia nao estará melhor,agora,e nem quando teve de tomar a decisao de abandonar seus irmaos,e muito menos quando tentou "matar" voce...
Mas isso só ela o sabe,e como diz a "Vity" nada melhor que o dialogo...

Rosinha mas presta atençao...eu jamais disse que o que Célia fez é de louvar,muito pelo contrario!!!

Mas agora o que interessa é que venha o 2º capitulo...

Linda nao tem que pedir perdão
e faz muito bem em me dizer o que sente,além do mais é para isso que isto serve.
E nao,nao estou triste com voce,
mas sua tristeza,já é um pouquinho minha...

Jocas grandes amiga e Doce,rosinha

Carinhosamente
seu AMIGO...

Paulo

Ps:Já nao as largo ;)

Liliana disse...

Deixaste-me perplexa e atónita perante tanta dor, tristeza e maldade de quem te pôs no mundo... eu já te tinha ouvido contar muito por alto isso mas não de maneira tão profunda e com tanta mágoa e revolta de palavras! Estás de parabéns na medida em que soubeste aqui tão bem usar as palavras para te exprimires para algo que não é fácil falar, muito menos expôr através da internet!
Ganhaste ainda mais a minha admiração e gosto pela mulher especial que és!
ADORO-TE MUITO minha querida e doce amiga e sim vou continuar a seguir estas tuas "Vidas Interrompidas" podes contar com isso!
Beijos enormes de amor e carinho
da tua amiga "Lilica"

Liliana disse...

Ah e é verdade, já me esquecia e não disse o mais importante: OBRIGADA meu Deus porque permitiste que a minha "mana" nascesse! Acredita que também é com lágrimas nos olhos que choro agora...
É ÚNICA, OBRIGADA por existires e ainda bem que nascestes, somos todos bem mais felizes contigo, do nosso lado!
Beijos da tua Lilica

Iana disse...

Lilica,

Minha linda e querida maninha amiga.... eu também agradeço a "Deus" pelo prazer de ter me dado você de presente para mim!!!

Minha linda sempre conta com meu apoio e carinho, sou sua amiga e companheira...

Já passamos por tantos momentos bons juntas não é mesmo?!?!!?
Você é um raiozinho de sol em minha vida, e juntamente com todos os meus irmãos o meu marido e amigos que em comum temos e os que eu tenho e participam da minha vida e da minha história, carinhosamente agradeço a tí e a todos os meus queridos e amados LEITORES carinhosamente.....

Minha linda flor, que bom poder contar com o seu carinho aqui nessa minha história.... é bom sentir sua presença sempre ao pé de mim....
Sabia que você iria vir ter comigo nesse espaço que conquistei, juntos com todos vocês...

MILHÕES DE BEIJOS COM CARINHO A TI MINHA DOCE LILICA....

PS: Vem Lilica:): Agarra essas palavras e siga-me!!!

Iana disse...

Lilica, mas uma vez você aqui!!!
Seja sempre bem vinda a esse espaço que é meu e de toda essa família que conquistei para estar ao meu lado!!!!

Minha linda Lilica, ainda tenho muito para contar e mais ainda a momentos que também fui feliz e momentos que chorei, sorri, fiquei triste mas venci e pode ter a certeza que até hoje tenho fortes etápas na minha vida que tenho que vencer e conquistar ainda mais você que me acompanha e sabe do que estou falando...

Mil beijos para você rica e doce amiga Lilica.... do meu coração...
TE ADORO MUITO minha princesa....
Conto com vc no próximo cápitulo, ok? :):):):)

Sua amiga Iana....

PS:: Lilica agarra aí essas palavras e siga-me!!!

Iana disse...

Amigo Paulo!!!!
É verdade quando se tem um grande amigo entre eles não se pede perdõa, não é mesmo?!?!

"Amigo que bom que consegue entender a minha revolta, dor e mágoa dessa pela qual me deixou entre as formigas e foi se embora"!

(Por mais que depois se arrependeu e mandou dona Fátima ir a minha procura juntamente com meus irmãos pequeninos; Ela tem o meu PERDÃO mas volto a repetir: Nunca terá o meu AMOR, minha ATENÇÃO meu CARINHO e de mim nunca ouvirá a palavra mais DOCE DO MUNDO "MÂE" isso nunca ela terá ou receberá de mim e nem dos que ela conscientemente abandonou!!!)

Fica então assim amigo eu vou escrever o próximo cápitulo assim que estiver melhor como já sabe não ando bem, mas prometo que terá mais alguma coisa para ler e com certeza irá gostar!!!!

Mil beijos com um enorme carinho dessa tua amiga, Iana!!!!

PS: Paulo então epere só mais um pouco para poder: Agarrar essas palavras e seguir-me!!!

Anónimo disse...

Tropecei por acaso neste blog, talvez fruto da coincidência.
Comento anonimamente já que existe uma moderação de comentário, logo a isto tenho direito.
Seria mais justo se tudo fosse transparente mas as pessoas gostam, apenas, de mostrar comentários encantadores. Cabe a cada um esse direito.

Espanta-me muito que existam pessoas que ficam surpreendidas com uma história destas quando o mundo está cheio delas. É pena que sejam sofridas, somente, quando nos calha a nós ou aos nossos amigos. A avaliar pela reacção das pessoas acredito que andem todos os dias deprimidas já que estas adversidades existem todos os dias, muitas das vezes até contribuímos para elas. Está explicado o mundo deprimido em que vivemos.

A história terá todo o valor do mundo se for escrita em nome da humanidade que tanto sofre e não como objectivo próprio. Essa necessidade de escrever a história na primeira pessoa diz muito e preferia que não dissesse tanto. Aliás se fossemos conhecedores do mundo esta história seria minúscula comparada com aquelas em que, sem qualquer erro, se sofre em limites incalculáveis. Rabiscar uma história triste alivia e emociona os nossos amigos. Sofre-la sozinho(a) afoga. Isto sim, é dor!

É na nossa luta e na nossa vontade de viver que mudamos uma biografia. Cabe a cada um a responsabilidade de a alterar. Não terão sido azares, diria que foram más conduções e á que saber lutar contra as adversidades. Por vezes as pessoas optam pela vida mais fácil e é aí que começam as dificuldades.

Todos os dias pais abandonam os filhos, uns abandonam completamente e outros abandonam parcialmente para o seu bem próprio. Quando se decide ter um filho devemos ser responsáveis ao ponto de o acompanhar sempre e não depositá-lo numa escola ou num familiar para ficarmos livres. Se assim o fizermos deixamos de ter credibilidade para qualquer critica.

Apesar de dura na análise e sabendo que é muito mais fácil dizer ámen com tudo eu decidi comentar este blog mesmo sabendo que poderá ou não chegar ao publico, já que existe a gestão dos comentários. Basta-me que a autora leia, é esse o meu objectivo, isto eu consigo de certeza.

Penso que faltou alguém, na tua pessoa, que deixasse de lastimar as desgraças, te ajudasse a esquecer o passado porque já passou (nunca se esquece mas aprende-se a lidar com ele) e persuadir-te numa forma diferente de ver o teu mundo já que não é só o teu.

O que nos faz mais felizes? Uma tragédia ou uma comédia? Já as conhecemos, por favor, parem lá com tragedias…São as televisões, é a net, são os amigos, são os livros…já ninguém ri…só se contam desgraças, guardem as forças para ajudar quem precisa e esqueçam o egocentrismo. As pessoas adoram ler e ouvir desgraças. Tanta gente a precisar de nós e nós preocupados com desgraças públicas. E as que estão escondidas? Quem se preocupa com elas?

Não será difícil avaliar a(o) autor(a) deste comentário. Quer queira quer não foi o melhor conselho que consegui. UMA LUTA E NÃO UMA LAMURIA.
Pelo menos inclua algumas graças, de certeza que nestes anos todos, existiram. Mostre o lado forte e divertido do ser humano. Todos temos, todos.

Anónimo disse...

woQuerida Rosinha,
Sua história, embora triste e cruel, prova que a esperança nunca vai acabar e que se pode vencer se se lutar.
Felizmente, encontras-te quem te protegesse e tu fizeste o resto, tornaste-te nesse ser maravilhoso e de felicidade contagiante que és.
É uma honra ser seu amigo. Vc terá sempre um lugar no meu coração.

Beijos, JBuckley

FERNANDA & POEMAS disse...

Minha querida amiga, venho deixar-lhe um beijinho de carinho e amizade.
Fernandinha

O Profeta disse...

Ergui-me ao vento na tua procura
Fundi um abraço com o sol da tua ternura
Modelei o amor com as palavras mais belas
Curso de errante espírito na tua procura

Porque o pensamento é voo de milhafre
Aprisionado em gaiola de palavras
O infinito e o incomensurável
Volto ao encontro das tuas profundas mágoas

Bom domingo


Mágico beijo

O Profeta disse...

Inventei uma cidade colorida
Pintei um lago ao pé da tua porta
Coroei-te com diadema de sal
Lancei à sorte esta folha já morta


Boa semana


Doce beijo

O Profeta disse...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

O Profeta disse...

A melodia do teu canto reverbera no tempo
A lonjura é o momento do abraço
O teu sorriso chegou ao meu silêncio
Solta palavra doce no espaço



Uma torrente de emoções espera-te


Bom domingo



Doce beijo

Siala ap Maeve disse...

Iana...
estou com lágrimas nos olhos e arrepiada até á alma. Não posso expressar o quanto as tuas palavras me tocaram, o quanto eu as senti. Apenas me ocorre agradecer. Agradecer por teres tido a coragem de partilhar com o mundo uma historia tão dura, tão cruel, tão real e tão bonita...porque há beelza nela...há beleza nos actos de amor que pessoas revelaram ao adoptar os teus irmãos e ao adoptarem-te a ti, porque há beleza sempre que a vida arranja um jeito de ser Vida.
Porque Tu és sem dúvida um Ser Humano infinitamente bonito.
E porque esta historia ainda hoje é real, e se passa por este mundo fora, longe dos olharse e do sentir de quem vive noutros mundos e toma esses mesmos mundos como únicos.
Um beijo enorme no teu coração

Iana disse...

Siala ap....

És sempre bem vinda em Vidas...
suas palavras me tocaram e me dixaram, tb com lágrimas nós olhos.

Mas, enquanto a vida à esperança, e vou seguindo em frente... ainda tenho muito mais para contar a vocês todos, tem muitas emoções, tem muita alegrias mas também tem muitos desencontros e tristezas...

Beijos fica bem e vou esperar sua vida sempre em Vidas..
Beijo Doce e tenha um resto de semana feliz
Iana...

Nuno Góis disse...

Parabéns pela coragem... Tens aqui um novo leitor e companheiro de viagem...
Beijos

C Valente disse...

Saudações amigas

Navegante Do Amor disse...

Minha amiga, antes demais obg. pela sua visita. Pela descrição que faz da sua vida e que me entristeceu bastante, tenho a dizer~lhe que de
certeza que, este seu caso
não é único, infelizmente. Por isso
não se envergonhe de nada. Digo~lhe
mais , esta sua história dava um bom
best-seller. Bem descrito e escrito.
Felicidades. Apareça mais vezes. Beijo

Iana disse...

Navegante do amor... caro amigo que bom receber sua visita aqui neste meu mundo virtual que conto história real...

Obrigada pelo insentivo de escrever um livro, esse é meu grande sonho, quem sabe ainda o faço não é mesmo???
Aqui em Vidas-Interrompidas, falo da dor, da tristeza e da angustia que ainda pesa sobre mim e meus irmãos que aos poucos em 2006 tive a benção de ir conhecendo...
Grande beijo e continue aparecendo
Convido-te para ir até:

www.iana-rosaepoemas.blogspot.com
Será bem vindo ao meu outro mundinho, onde lá me encanto com as flores...

Estarei esperando!
Iana!!!

Colibri disse...

olá Iana, meu doce amor...

Por coisas do acaso, lembrei-me de passar por aqui, depois de tanto tempo, porque tive saudades de reavivar este primeiro capítulo desta história dramática de Vidas...

O facto de teres decidido trazer a público a história da tua vida é um grande acto de coragem... Quantos teriam essa mesma coragem?

Importa relembrar que não se trata de alguém de anonimamente vem contar a sua história de vida, mas sim uma situação em que te assumes como és e quem és... Nem para a tua família escondeste esta atitude e até, já aqui neste blog, tiveste comentários de familiares que te acompanharam nesta história.

Por isso, não posso deixar de fazer referência ao triste comentário do "Anónimo" de 14 de Novembro, que alegadamente se desculpa com a falta de identificação, pelo facto do blog ter os comentários moderados...

Todavia, e desde logo, mesmo sem teres dado resposta, decidiste publicar para que cada um lesse, analisasse e construísse a sua própria opinião...

Por isso, agora me lembrei de comentar... Não posso deixar de registar que é lamentável o comportamento dessa pessoa, que ao contrário de ti, não teve a coragem, sequer para assumir a identidade no comentário que fez...

A falta de respeito e consideração é notória pelo facto de posicionar o texto aprsentado como se fosse uma qualquer lamúria, um choramingo ou uma birra com desabafo de criança que nem sequer tem umas graças pelo meio para nos rirmos à gargalhada, até porque como essa pessoa fala de desgraças estamos todos fartos...

É com comentários destes que percebemos quem anda erguido e quem rasteja na vida...

Embora saiba que, como qualquer pessoa e especialmente sendo mulher, gostas de ser protegida, defendida, acarinhada e amada, não precisarias que te defendesse, pois garras é coisa que nunca te faltou...

Porém, tenho o direito à minha indignação perante um comportamento absolutamente infantil e revelador de frustrações não tratadas e que tiveram que ser despejadas sobre quem não tem culpa do facto...

Beijos mil

ANA DINIZ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANA DINIZ disse...

Querida Iana.

Venho aqui, muito sensibilizada, agradecer a sua visita que na verdade, sinto, foi coisa de Deus vc aparecer no meu blogue.
Não me pergunte pq - ainda não sei - mas Ele não me trouxe aqui por acaso.

Prometo estar voltando para acompanhar a sua trajetória. Vou mergulhar na sua história que me convida como um ímã.

Um grande beijo.
E um delicado ramalhete de flores para alegrar ainda mais a sua alma, amiga.

Ana

ANA DINIZ disse...

Minha querida Iana.

Gostei demais sim de tudo. E vou voltar para ler devagar. Andei um pouco sem tempo mas vou me desdobrar.

Vc é um ser humano grandioso, de conteúdo espiritual iluminador.

Saiba q estou contigo, minha amiga. Estou e estou.


Bjos carinhosos...

Ana

P.S.: A sua força me tocou. Vc é esplêndida! Semana q vem eu vou estar mais situada e, ao adentrar com vigor na leitura, vislumbrarei os detalhes com propriedade e transparência.

Kiss, angel.

Ana Diniz disse...

VOLTEI, IANA.

Agarro-me, sim, às suas palavras e sigo-te. Assim como vc se agarrou à vida, enfrentando desde o alvorecer desta existência todas as adversidades.

Vc é muito forte, e é de extrema importância aos processos evolutivos da humanidade. Não sei sua religião, mas enxergo para vc isto: VC É IMPORTANTE, muito mais do que se pode dar conta. É de se assustar as proporções da sua relevância espiritual, menina!

Lembre-se de que vc venceu. E que não deve guardar mágoas no coração. É muito difícil o desapego destas vagas e sentidas reminiscências. Mas vc tem muita luz e é muito especial. E vai conseguir ver qualquer cicatriz desaparecer completamente da sua alma. Isso me comove: a sua motiv-AÇÃO.

Estou contigo, ao longo de toda a narrativa. Amiga. Amiga.


Bjos,

Ana.

Gazeta na net disse...

Olá,
Acho que perdi a noção do tempo, a forma como escreveste esta historia cativou-me de tal forma que tinha de ler sempre a fase seguinte até chegar ao fim, muito bonito e gostei muito das ilustrações.
Adorei,
Fica bem
Beijos

EternaApaixonada disse...

Comovida e sem conseguir segurar as lágrimas, que insistem em deslizar pelo meu rosto e cair no teclado, iniciei a leitura da primeira parte de sua saga, Iana.
Com ansiedade irei ler o desenrolar das outras partes e me solidarizo desde já com essa nova amiga, tendo certeza que nada acontece por acaso, Deus a colocou em meu caminho!
Enternece, comove, faz com que gritemos juntas a indignação e, tentarmos compreender as fraquezas humanas... E perdoar para seguir em frente...
Deixo já minha admiração pela sua coragem, determinação e exemplo ao levar a público, sua hstória de vida...
História que já começo a entender um pouco... E que pelo pouco que li no outro blog, é de uma pessoa que soube enfrentar os fantasmas do passado, se reescreveu e vem revelando que a possibilidade de ser feliz é mesmo de foro pessoal... Você é uma "sobrevivente vencedora dessa saga", minha linda amiga rosa!
Meu coração sintoniza o teu e lhe deixa meu carinho!
Seguirei junto a ti!
Beijos da Helô

tossan disse...

Que saga! Isso acontece muito ainda na caatiga do nordeste do nosso Brasil. Mas depois de tudo isso, eis que surge uma grande historiadora, além de poetisa. Bj

Pandora disse...

De blog em blog vim parar aqui. Fiquei emocionada com a sua história.
Ainda só li a primeira parte, mas irei segui-la.
Admiro muito a coragem que teve!
Um grande bem-haja!

Beijos

ZezinhoMota disse...

Estou impressionado!

Nunca percas o sonho de publicar esta história em livro!

Quantos livros existem por aí em grande êxito sem a humanidade, sensibilidade e o realismo desta tua história?

Pensa nisso, porque todo os momentos que deixes para trás é tirares as possibilidades de alguém te um livro especial!....

A tua história...

Publica-o porque eu depois de o comprar verei como havemos de ter a tua dedicatória e autógrafo...

Seria um prazer!

Bjnhs de quem já te admira.

ZezinhoMota

Mohan Rajoriya disse...

Hii

my name is mohan from india
I am a graphic designer

i love my work and my fashion

I am looking for frndship...............
do you accept then plz reply

I like your blog
Very nice blog you have

Regards
this is my web sites:
http://prajapatipariwar.org
http://umeorhum.com

mohancy@gmail.com
mohancy@hotmail.com

Gonçalo de Assis disse...

Passando para agradecer sua amável visita e desejar todo o sucesso e paz nesta semana que se aproxima. Abraço com carinho.

Bill Stein Husenbar disse...

Esperando pelo regresso.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

irineu xavier cotrim disse...

o seu blog é muito interessante - além das palavras as figuras estão bem delineadas. atpcoloquei seu blog para outros que me leiam te acompanhar. só tem um porém para fazermos comentário tem que ir até o fim da leitura. mas é só uma critica construtiva ta?

O homem e a mente disse...

Rosa, quase me veio lágrimas aos olhos com a sua história. Mas o que lhe digo é, não julgue. Compreendo que tenha o sentimento de tristeza, por este abandono e de certa forma esta escrita no blog é uma forma de se reconciliar com tudo que aconteceu.

É normal como filha que ache que a mãe foi fria, mas digo, a vida apresenta situações que mudam as pessoas. Muito embora tenha sido biologicamente sua mãe, espiritualmente ela não era, era somente a porta de entrada de sua alma para o mundo.

Pense que não somos de quem nascemos mas sim de nós mesmo, mas quem cuida de nós é que nos orientará os espírito. Não condene, abençoe, pois conseguiu crescer com melhores condições emocionais, muito embora o abandono de certa forma irá bloquear, lembre da dádiva de existir alguém que a salvou e seus irmão.

Quando estamos numa posição confortável é possível sempre dizer que não faria ou faria isso. Antigamente boa parte da população em vez de ajudar, julgava em praça pública, tradição que até hoje se mantém. A D. Fátima foi vossa protectora.

Atenção que não estou a justificar a sua mãe biológica, mas estou sim a por no lugar dela. Como prostitua, e tendo em conta a situação que narra, o corpo é um mero instrumento, uma ferramenta, e os homens, estes, são simplesmente clientes. Quando encontrar alguém que desperta amor, é por si só o despertar da vida. Naquele momento ela sentiu-se viva e esse foi o desespero dela, porque ela olhou para gravidez como algo que tirou a vida pois era um impedimento de realizar a sua vida. Não sei se quereria viver no ambiente de prostituição.

A sua existência é a prova que o seu espírito veio para ficar, veio para experimentar o que é viver. Nós facilmente julgamos a mulher que abandona, mas os homens batem recorde nisso, o que prejudica em grande a educação dos filhos.

Quem homem que ama uma mulher, a põe a escolher entre filho e ele. Sendo ainda filho dele. A sua mãe foi ingénua, porque ela acreditava no amor dele, coisa que na realidade não existia. Possivelmente ela também já não se sentia bem com ela mesma, por ter que chegar onde chegou.

Conheço alguém muito nova que teve que se prostituir para poder criar a filha, e estou a falar deste ano. O mas estranho foi que ela disse isso a família mais próxima e o pai apoiou, mas a mãe foi a primeira a julgar.

Sua mãe fez uma escolha, como mulher sozinha com 5 filhos, realmente ela poderia ter escolhido ter ficado com eles, mas também não sabemos o que poderia ter acontecido.

Liberte a sua vida, não fique com revolta no coração pelo que poderia ter sido, mas agradeça todos os dias pelo que foi e principalmente "Não julgue" porque muitas vezes não sabemos o que se passa no interior das pessoas"

O homem e a mente disse...

Lei isso

http://ohomemeamente.blogspot.com/search?q=sombras+do+passado

DÉYA... disse...

nossa !! estou chocada e emocionada..
mas e porque tanto tempo sem postar a continuação??? bjo..

Anónimo disse...

Sei hoje que já fazes parte de mim que foi quando li estes pedaços de vida sacada a ferros de dentro de ti que percebi que nossos destinos estavam irremediavelmente ligados por laços de cumplicidade profunda.Quanto mais lia mais me apercebia que dentro de mim uma cicatriz voltava a sangrar no meu coração que o teu sofrimento passaria a ser o meu que a tua angustia e frustração passariam a ser partilhadas por mim que de certa forma ainda obscura para este pobre palhaço ( ou vice versa os titulos não são o meu forte mas tu já sabes isso)o futuro seria tatuar-te a alma em sangue,lágrimas sorvidas,palavras disparatadas,gargalhadas arrancadas de dentro de onde faz falta arrancá-las,de migalhas,de silêncios forçados pela ausencia,pela alegria dos reencontros,pelo olhar nu que partilhamos.Quando por fim tatuei os teus olhos nos meus percebi que o meu mundo tinha mudado porque tamanha tatuagem não se apaga numa vida cravei teu pé de rosa brava no coração e floriste para mim lentamente como o vento.Sei que vou carregar esta rosa até que ela já não precise deste chão mas este jamais esquecerá a rosa que floriu um dia numa ferida aberta do seu coração...tatuagem é o nome que me deste Rosa,Rainha,Mulher.

Hermínia Nadais disse...

Grande mulher!...
Parabéns pela escrita... e muitas felicidades para a vida!
Obrigada pela partilha